10 erros mais comuns de quem está iniciando no Photoshop.

Neste artigo você verá os 10 erros mais comuns de quem está iniciando no Photoshop. Mesmo após anos utilizando este software, descobri que cometia alguns desses erros e isso me fazia perder um tempo precioso na hora de criar novos trabalhos.Quer participar da ELITE PHOTOSHOP ? Você pode nos enviar outros erros comuns comentando este artigo, pois com certeza existem outros erros.



1 - Utilizar métodos errados para seleção



Muitos iniciantes utilizam as ferramentas Magic Wand , Quick Selection ou Lasso Tool para extrair imagens ou fundos de uma imagem. Teoricamente estas são as ferramentas certas criadas para este fim. Porém, na grande maioria dos casos, é muito mais negócio utilizar a Pen Tool para criar seleções. Por trabalhar com o esquema de Curva de Bézier, esta ferramenta nos dá uma precisão muito superior aos outros métodos de seleção. Apesar de ser um pouco difícil para iniciantes dominar esta ferramenta, com um pouco de prática você não vai mais querer saber de outros métodos de seleção tão cedo.


2 - Exagerar no uso de gradientes (degradês)



Não precisa ser muito atento para notar que a grande maioria dos iniciantes peca por exagerar no uso dos gradientes e na cor que escolhem para os mesmos. Se você tem dúvida do que estou falando, experimente visitar o website http://www.rainbowgradients.com/ . Isso não significa que não deva utilizar gradientes, apenas utilize-os com bom senso, tentando na maioria das vezes mesclar tonalidades de uma mesma cor.

3 - Pensar que K=100 é preto



Muitos designers iniciantes pensam que se você configurar para 100 o K, na barra de cores CMYK, o resultado será preto. Na verdade, na hora de imprimir seu trabalho, isso resultará em um cinza bem escuro, mas não preto. O que deve ser feito para grandes áreas chapadas com a cor preta é configurar a paleta CMYK para o que chamam de “Rich Black“, que é alcançado utilizando
C=90 M=60 Y=30 K=100.


4 - Uso abusivo de filtros



Creio que todos que começam a utilizar o Photoshop são seduzidos pelo lado negro dos filtros. Já conheci pessoas que acham que o Photoshop se resume a isso, efeitos criados através de filtros. Apesar de ser algo divertido e fácil de utilizar, não é o uso indiscriminado de filtros que fará você parecer profissional e experiente. Aliás, muito pelo contrário.

5 - Criar logotipos no Photoshop



Este é mais ou menos o mesmo conselho do ítem 3. Logotipos devem ser criados em softwares vetoriais pois só assim podem ser redimensionados para qualquer tamanho sem perder a qualidade. Talvez hoje o seu cliente queira apenas aplicar o logo em um cartão de visitas de 9 x 5 cm, mas nada garante que depois de um mês, seu cliente não vai precisar imprimir este mesmo logo em um outdoor de 3 x 9 metros.

6 - Não trabalhar em 300 dpi para trabalhos impressos



Este ítem é tão simples quanto utilizar 72 dpi quando for criar algo para internet (website, hotsite, banner, etc.) e utilizar 300 dpi quando for fazer um trabalho impresso (pôster, capa de cd, capa de livro, etc.). Sempre que você cria um novo documento no Photoshop, abrirá uma janela onde você pode escolher com quantos dpis você quer trabalhar. O motivo pelo qual esta escolha é feita no começo do processo, é que se você criar algo em baixa resolução, o Photoshop não fará o milagre de deixar a imagem nítida se você aumentar a resolução posteriormente. Na dúvida de quais serão as aplicações de um trabalho, configure o documento para 300 dpis.

7 - Não aprender os atalhos (shortcuts) do software



Não importa em qual programa você está trabalhando, aprender o máximo de teclas de atalho é quase uma obrigatoriedade para quem quer levar a profissão de designer a sério. Não é apenas uma questão de economizar tempo, mas é que algumas ferramentas necessitam de algumas funcionalidades que só as teclas de atalho podem oferecer. Este é um assunto tão importante que o Photoshop permite que você crie seus próprios atalhos indo no menu Edit > Keyboard Shortcuts…

8 - Não organizar seu trabalho em Layers e Folders



Basicamente tudo o que você cria no Photoshop tem a ver com layers. Muitos iniciantes não sabem sequer da existência dos layers e acabam criando todo o trabalho na mesma camada (layer). Organizar seu trabalho em Layers e Folders ajudará você quando precisar mover, duplicar, omitir ou apagar alguma coisa. A localização de cada ítem de trabalho será bem mais fácil. Eu diria que em trabalhos muito complexos é quase impossível se achar se você não renomear seus Layers e Folders com nomes relevantes desde o princípio.

9 - Abusar de efeitos como bevel, emboss e drop shadows




Assim como utilizar gradientes muito espalhafatosos ou abusar do uso dos filtros são indícios de amadorismo, aplicar efeitos de emboss, bevel e drop shadow em todos os textos que você vê pela frente, não farão você parecer um expert em Photoshop. A menos que tenha um bom motivo para utilizar estes efeitos, não se anime muito com esta possibilidade. Efeitos de sombra também devem ser utilizados com cautela. Tente observar a sombra de outros elementos no seu trabalho para criar drop shadows coerentes. Ajustar a opacidade das sombras também é importante para obter um sombrado natural e soft e não algo abrupto e exagerado.

10 - Não tirar vantagens de Grids e Guidelines



Quem estudou o mínimo de design sabe da importância dos grids. Os elementos do seu design precisam estar alinhados. E é por isso que todo software gráfico possui Grids e Guidelines, para você não ter que ficar adivinhando se as coisas estão alinhadas.

Para aprender mais de photoshop, acesse os tutoriais da ELITE PHOTOSHOP.



fonte: http://www.designinabox.nu/tutoriais/12-erros-mais-comuns-de-quem-esta-iniciando-no-photoshop

Editado por Nathan.







4 comentários:

R. SouzZa disse...

:D

Pandion disse...

Nossa, cometia 2 erros ai, o resto já não cometia mais. Valeu, Eilte... ;D

Nathan - Blog Diverso' disse...

aee'eu tbm ja cometi algum erro ae.

Junior disse...

nao da pra ve as fotos ''/

Postar um comentário

Após comentar, certifique sua postagem